sexta-feira, 26 de maio de 2017

Vídeo: Jornalista alagoano citado em delação da JBS é acusado de chantagear delator

Jornalista Claudio Humberto
O conteúdo das delações premiadas dos executivos do grupo JBS trouxe revelações que envolvem negociatas com a mídia. Circulam nos corredores de Brasília, que o jornalista alagoano Cláudio Humberto, proprietário do site Diário do Poder, crítico do governo Lula/Dilma, é um dos nomes que aparece nos depoimentos de Ricardo Saud, diretor de relações institucionais da JBS, ele teria revelado às autoridades a negociação de pagamentos em dinheiro para que o jornalista deixasse de "bater", omitindo os fatos da Operação Lava a Jato que envolvessem a empresa e os empresários.

No dia 19 de novembro de 2014, Cláudio Humberto Rosa e Silva escreveu matéria onde citava Joesley Batista, dono da JBS, como "Rei do Gado" e Ricardo Saud como "homem da mala". Esse material teria sido objeto do acordo financeiro. A quantia de 18 mil reais estaria sendo paga mensalmente, para acalmar o jornalista. Cláudio Humberto foi homem forte no Palácio do Planalto durante o Governo do presidente Fernando Collor. Sua coluna circula diariamente em vários jornais do Brasil, inclusive, na Gazeta de Alagoas.

A mídia, que capta recursos públicos em publicidade, tem conhecidos personagens que adotam a prática da chantagem como convencimento. A desconstrução - ou não - é a barganha dos que atuam no submundo do noticiário político. Cabe a sociedade fazer juízo de valor em meio a tantas informações que circulam diariamente.
As acusações colocam em dúvida a credibilidade do trabalho de Cláudio Humberto e expõe o modus operandi, da mídia vendida - comprada, que pode ser finalmente desmontado.

O site do jornalista Cláudio Humberto trouxe a informação de que as declarações de Saud, em juízo, se trata de vingança.

Nenhum comentário: